segunda-feira, 12 de abril de 2010

Padre José Fernando (Padre Motard)



Caros amigos, é com profunda comoção que me dirijo a vós para partilhar o sentimento e a emoção que envolveu a comemoração do Dia Nacional do Motociclista.

Sabendo que corro o risco de parecer "lamechas", não posso deixar passar as habituais presenças do Sr. Padre José Fernando (Padre Motard) sem assinalar devidamente o momento.


O Sr. Padre José Fernando que com a sua simpatia e simplicidade nos chama a todos de irmãos e família Motard é um Homem possuidor de um Dom. É um Dom que não se consegue explicar, mas que podemos sentir quando estamos na sua presença e ouvimos as suas palavras simples, objectivas e sábias.


Este Homem é um exemplo de força e determinação. Força em lutar pela vida e não contra a morte, e determinação em aproveitar cada dia para cumprir a sua missão.

No Dia Nacional do Motociclista não há bandas de música rock, não há show erótico, não há sorteios nem ofertas e também não há golos, há apenas a cerimónia com a procissão, a missa e a bênção.

É comovente olhar em redor e ver milhares de motociclistas oriundos de norte a sul do País (alguns do estrangeiro), uns religiosos outros não, praticantes e não praticantes, provavelmente de várias religiões, para receberem a alegria das palavras sábias a ternurentas do Sr. Padre Motard.

Acreditem que não é fácil encontrar um movimento que gere tanta união em volta de uma causa.

Durante cerca de 3 horas milhares de motards assistem à cerimónia e recebem a mensagem transmitida pelo Sr. Padre José Fernando, e só no fim é que a malta se vai embora, alguns com umas centenas de km's pela frente.

Mas quase todos fazem questão de ficar e assistir à magia das palavras do nosso Padre Motard.

Infelizmente não sei quantas vezes mais seremos brindados com a companhia do Sr. Padre José Fernando, nem sei se mais alguma vez teremos esse privilégio.

Se pensarmos profundamente sobre o assunto podemos ver que este Homem no cumprimento da sua missão, sempre com um sorriso, é um verdadeiro fenómeno de união, paz, tranquilidade e alegria.

É alguém que consegue reunir a simpatia, o respeito e a admiração de todos independentemente das suas crenças ou origens.

Eu lembro-me de um Homem que era assim e ficou mundialmente conhecido como "João Paulo II" (desculpem a comparação).

O Padre Motard luta todos os dias pelo cumprimento da sua missão e agora cabe-nos a todos dar seguimento ao seu trabalho, lembrando-nos das suas palavras, da sua forma humorada de transmitir os verdadeiros valores de um motociclista.


"Que importa ao Homem ganhar o mundo se perder a vida?"



E aqueles que nunca tiveram a alegria de ouvir a palavra do Sr. Padre José Fernando "anjo da guarda" dos cavaleiros do asfalto, sugiro que o façam sempre que tenham oportunidade e que comprem o seu CD de músicas.


Oiçam, mas também escutem com a vossa alma.


Agora despeço-me desejando as melhoras e muita saúde ao nosso companheiro, não com o tradicional abraço mas com esta frase que tantas vezes ouvi proferidas pelo Sr. Padre José Fernando no seu habitual registo humorado, mas sempre sábio.


"Até 100 Deus protege; a partir de 100 pode acolher-nos"


Rui Rodrigues

2 comentários:

Anónimo disse...

não tenho palavras para agradecer a deus por deixar exitir um padre como o nosso amigo josé fernandes.
que deus o ajude sempre.

de um fiel fan

afonso disse...

Não estive presente no domingo, mas sinto-me feliz p/ V/ terem estado, e se sentirem felizes com o evento.

Bons Kilometros

Afonso