terça-feira, 4 de março de 2014

Fuga Relampago

Hoje, em desespero de causa, fiz uma fuga relampago, motivado por tanta carestia motard.
Quero dizer por necessidade urgente de fazer umas centenas (poucas) de qulilometros que não as habituais dezenas na área circundante.

Já na noite de ontem, tinha estado no Google maps a "traçar" um precurso por estradas nada ou pouco usuais e outras desconhecidas.

A manhã de hoje estava pachorrenta e o tempo pardacento e pouco acolhedor. Assim, acabei por sair já depois das 11h30 e o traçado foi este: Barreiro, Couço e Montargil (pela estrada Municipal), onde parei ás 12h50 para almoçar umas migas de espargos com entrecosto que não estavam nada mal, frustada que foi a ideia inicial de comer uma sopa de peixe por não haver (e pode? com a água ali tão perto!).

 


A GS roncou  de novo pelas 14h00 em direcção a Foros do Arrão, Chouço e Ulme (N243 e M577).
Paragem em Ulme para verter águas, atestar a GS e facto curioso, verificar que a GS marcava no totalizador exactamente 30.000Km.
A ponte de Ulme esta interdita, pelo que lá foram mais uns quilometros de M(unicipal) qualquer coisa, até entrar na N118.
Segui em direcção a Alpiarça e depois Almeirim, onde inicialmente tinha previsto desviar a rota para Coruche. Mas o tempo continuava manholas o vento tinha aumentado e havia pouco transito... e lá me mantive na N118 em direcção a Salvaterra, Benavente, Samora Correia e por fim, Barreiro, onde cheguei um pouco antes das 17H.

Bom, não é assim uma grande história, foi mesmo uma "rapidinha" em desespero de causa.

5 comentários:

Tomane disse...

É assim mesmo amigo, senão a mota cria bicho.
abraço

António Sousa disse...

Ah grande Afonso, assim é que é. Pena eu não estar por aqui esse fim de semana.

Mesquita disse...

Deixa Afonso. Rapidinha também é boa. Beijinhos e abraços.

Ti Afonso disse...

É isso mesmo Mesquita, mesmo rapidinha nunca se diz que não.

Pintas disse...

Ti Afonso por vezes não é quando se quer é quando se pode!!!